CONTATO

11 2535-8000

atendimento@aquárioitaquera.com.br

Endereço

Av. Jacu Pêssego Nova Trabalhadores, 1685 - Colônia (Zona Leste), São Paulo - SP, 08225-700 

Ciclagem do aquário + Aclimatação dos peixes

Atualizado: 20 de Ago de 2019


O que é a ciclagem do aquário?


Como já dissemos, o aquário é um mini ecossistema que abriga diversos seres vivos visíveis e invisíveis como: os peixes e invertebrados e plantas aquáticas naturais. Além de milhões de bactérias que auxiliam na degradação das matérias orgânicas geradas pelos peixes e outros seres aquáticos presentes no aquário.

Um aquário novo não possui essas bactérias e nem matérias orgânicas como fezes e urinas geradas pelos peixes que ficam no mesmo ambiente do aquário. Essas matérias orgânicas são altamente tóxicas para os peixes, e pode dizimar os peixes. 

A ciclagem do aquário consiste principalmente em “criar” essas bactérias degradadoras das matérias orgânicas para a manutenção harmônica do ambiente aquático. Antigamente, quando não existiam os aceleradores de biologia, tínhamos que montar o aquário, deixar os filtros e bombas ligados por pelo menos uma semana; fazer os testes de Ph e amônia e ajustar o Ph d’água conforme o tipo de peixe escolhido, e quando verificado que a água estivesse livre de amônia, colocar um peixe no aquário. Depois de uma semana o teste de amônia era refeito e se o resultado fosse 0, poderíamos colocar mais um peixe no aquário. Caso não fosse 0, a biologia não estava formada, logo, era preciso esperar mais uma semana e refazer o teste. Resumindo, enquanto tivesse amônia no aquário, a biologia não estava formada e era preciso esperar. Atualmente existem diversos produtos de varias marcas que auxiliam na formação mais rápida da colônia de bactérias. Com o uso desses produtos não será necessário esperar tanto tempo para povoar o seu ecossistema.

Mas não esqueça! Sempre que introduzir um novo peixe no aquário, meça antes os níveis de amônia que devem estar zerado. 




Alguns exemplos de aceleradores biológicos


Teste de PH e Teste de Amônia Tóxica da Labcon

COLOCANDO OS PEIXES NO AQUÁRIO post da aclimatação.

Quando compramos peixes nas lojas, eles costumam vir em saquinhos com água e oxigênio. Não podemos deixá-los por muito tempo ensacados para evitar os danos causados pelos estresses do transporte. 

No aquário.

Primeiro passo: coloque o saquinho, como veio da loja, dentro do aquário por 10 minutos, para igualar a temperatura das águas.

Segundo passo: abra o saquinho e prenda-o aberto na borda do aquário com um pregador. Pegue um copinho com água do aquário e jogue dentro do saquinho, espere 10 minutos e esta operação deverá ser repetida até que a água do saquinho dobre de volume, ou seja, se o saquinho tinha 1 litro passará a ter 2 litros de água. Esse processo é para igualar o Ph da água do aquário com o Ph da água do saquinho. Esta ação denomina-se aclimatação.

Terceiro passo: com uma rede própria para a captura de peixes, pegue o peixinho do saquinho gentilmente e coloque-o dentro do aquário. Feito isso, descarte o saquinho com água,  pois esta água é repleta de amônia tóxica para os peixes. Falaremos mais sobre amônia tóxica em outro post.

Uma pergunta que todos os aquaristas deveriam fazer para os vendedores de peixes é: quantos peixes posso colocar dentro do meu aquário?

A resposta é simples: dependerá de quantos litros têm o seu aquário. O cálculo é simples; peixes de água doce (platis, molinésia, espadinha entre outros),  calculamos 1cm de peixe para cada 1 litro de água. Para peixes de água fria como kinguios e carpas é 1cm de peixe para cada 5 litros de água. Para peixes como ciclídeos, 1cm de peixe para cada 3 litros de água. E peixes de água salgada é 1cm de peixe para cada 10 litros de água. Recomendamos para peixes de porte grande 1cm de peixe para cada 10 litros de água. 

Aquário super lotado! Não faça isso!

Não é recomendável a superpovoarão do aquário, caso tenha ocorrido, existem produtos que auxiliam na manutenção da água. 

Antes de colocar os peixes no aquário verifique as rações adequadas aos tipos de peixes e se eles se adaptam aos mesmos parâmetros da água.

Faça os testes regularmente e confira se os parâmetros da água estão de acordo com seus peixes, pois esses parâmetros alteram-se constantemente. É importante fazer a TPA (troca parcial de água), que falamos no post do primeiro aquário.


Resumo:

- Condicione a água do seu aquário;

- Faça aclimatização; 

- Calcule a quantidade correta de peixes para seu aquário;

- Saiba quais são os parâmetros corretos para cada tipo de peixe e a compatibilidade entre eles; 

-Faça os testes e a manutenção do seu aquário regularmente.


159 visualizações